Paixão Arde, Desejo Trai

Mostra de Poemas Comentados de Ibernise

Textos


Dogmas da Amizade

Quando pensares que não existes
Será mais um momento que sentes
O credo justo que segues, persistes
Ao perseverar o que já não mentes.

Mente sã, nega o sufrágio doentio
Porque adere espontâneo e gentil,
A proclamar toda paixão que ama,
A viver todo amor que a si proclama.

Ó meu amado amigo em primaveras...
Verão que me professa plantio e regas,
Invernos de colheitas e tanta fartura.

Não há nada que te faça inverter eras,
Nada que te faça descrer o que pregas
Em gestos que serão lembranças futuras.

Ibernise.
Barcelos (Portugal), 15.OUT2010
Nucleo Temático Romântico.


Ibernise
Enviado por Ibernise em 15/10/2010
Alterado em 05/12/2010

Música: Sozinho - Caetano Velozo

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras