Paixão Arde, Desejo Trai

Mostra de Poemas Comentados de Ibernise

Textos


IGUAL A PRIMEIRA VEZ...



Como na primeira vez foi a inquietação...
Fora um breve amanhã, naquela noite,
Num tempo que nem era de pernoite,
Nem era pra ser e foi… Foi mais, então…


Como na primeira vez… Foi só emoção...
Foram surgindo virgindades num coito
De um palpitar único no linguajar afoito...
Novilhos no despontar de um furacão.

Como na primeira vez nem fazer sabias
Só sei que éramos os primeiros 'tu e eu'
Que naquela intenção se nutria de sonhos

Como na primeira vez… Tu me entendias
E eu medrosa consentia no desejo, teu
O poema vivo em cujos versos me ponho…

Ibernise.
Indiara (Goiás\Brasil), 04.11.2009.
Núcleo Temático Romântico.
Direitos autorais reservados/Lei n. 9.610 de 19.02.1998.






Ibernise
Enviado por Ibernise em 08/11/2009
Alterado em 11/01/2010

Música: tonight,tonight, tonight - genesis

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras